quinta-feira, 8 de outubro de 2009

"Eu vou te dar Alegria"


-Oi
-Olá!
-Gostou dele?
-Não sei bem, tenho algumas dúvidas...
-O que por exemplo?
-Isso é o que me deixa confusa
-Algum tipo físico em especial?
-Não, não, a aparência não tem um grande peso. Óbvio que precisa agradar visualmente, mas não é "o" essencial. Muitas vezes já fui traída pela aparência.
-Comecemos pela qualidade então. Que qualidades ele precisa ter?
-Robusto
-Então gosta dos novos.
-Preciso pensar melhor. Talvez um envelhecido, que saiba o seu valor, sem desdém da minha ignorância. Esse sim me deixaria mais a vontade.
-Fortificado?
-Não, não. Jamais. Isso tiraria muito de sua história. Preciso de histórias.
-Suave então.
-Sim, suave! Doce mas nem tanto. Dry. Que me faça perceber o seu valor. Que não precise esperar tanto quanto os mais novos. Mais decidido. No auge.
-Especial?
-Não, sem misturas
-Nobre...
-Nobreza, claro. Não necessita exigir muitos gastos, mas precisa ter um quê de nobreza.
-Entendi.
-Quero mexer com ele, sentir o toque na boca, o aroma, a temperatura perfeita... e ser feliz. Só.
-Que tal esse?
-Ótimo, ainda vem com rótulo em Braile. Caso o precise decifrar, terei outros métodos. Preciso de facilidade, simplicidade e sem mal entendidos.
-Concordo senhora
-Escolher vinho vem sendo tão difícil... Espero ter sorte com este aqui.
-Terá.

:)

2 comentários:

maíra disse...

A Sra. gosta mesmo de um "le carretier' que eu sei!!

Maria disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
E com gelo né! Pra boca ficar roxa e gelaaaaaaaaaaaaaada!
Bjo Má.