quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

"Recordar é viver"


Incrível como sempre a vida surpreende. Verdade seja dita, a vida nem sempre surpreende para o bem. A vida, caríssimos, surpreente para todos os lados. Sem vetorização. A vida pode ser uma elípse, uma hipérbole, uma bola, um xis, um 3,1416... A vida não tem forma, documento único, carteira de motorista, título de eleitor. A vida é a surpresa diária, inclusive com a novela das oito.
Ano após ano, tenho a impressão de que não há mais o que inventar pra acontecer na minha vida. E, ano após ano, quebro largamente a cara. Esse ano não haveria de ser diferente.
Sempre prometo não escrever retrospectivas. E... escrevo. Na boca da virada de 2010-2011, cá estou eu em mais uma retrospectiva.
Em 2010 namorei. Namorei um menino que verdadeiramente perfaz os adjetivos de homem. Centrado, coerente, compreensivo, engraçado, pirracento, lindo lindo, abre a porta do carro( isso é importante sim), cozinha, gosta de Asterisco e Botinhas e diz que me ama diariamente tornando isso uma deliciosa rotina. Em 2011, quero que continue sendo bom.
Em 2010 Ticita foi embora. Foi pra longe. Disse que viria sempre, como sempre ousam falar os que se despedem, quem sabe querendo acreditar piamente nessa como sendo a verdade. Mas veio pouco. Bem pouquinho mesmo. Em 2011, quero-a mais presente. Quero porque quero e pronto.
Em 2010 fui eu pouco à Recife. O tempo urge e não me deixou ser mais participativa. Tive saudade, como haveria de ser. Em 2011, quero que Recife venha a mim.
Em 2010 viajei. Viajei pra longe. Vi Paris! Sonhei que estava em Paris estando em Paris... e isso foi bom! Conheci Carine mais de perto, gostei de Carine, me senti segura e fiquei amiga. Bom conhecer gente inteligente, prática e boa viajante. Além do mais, Carine faz poses incríveis para as fotos, fotografa tudo, tem energia de sobra pra bater perna o dia todo e à noite ainda curtir uma baladinha. É séria quando se precisa ser séria, ri de tudo quando cabe o sorriso. Queria queria ir pra Veneza e eu topei. A surpresa da viagem! Um presente você Cari.
Conheci Debis mais de perto e A-D-O-R-E-I. Riamos até doer a barriga, falávamos abobrinhas sem limites, imitávamos as poses de Carine, economizávamos nas fotos( Cari já fazia todo trabalho de fotógrafa mesmo), "bonacera" buona sera( fosse manhã, tarde ou noite). Débora chorou e eu chorei junto e, embora tendenciosa ao ateísmo, rezei com ela. E descobrimos que nem só de alegrias se vive a vida, mas as amizades estão aqui para amenizar o sofrimento inevitável. Em 2011, quero mais viagens com as duas, quero mais sorriso de nós três e quero-as sempre por perto.
Em 2010 meu pai me fez várias surpresas em patologias. Ele levou tudo na boa, eu quase arranquei os cabelos. Ele parou de fumar, eu me emocionei com essa tentativa de recuperar a saúde. Em 2011, quero meu pai limpo do tabaco, sem infartos, calminho e mantendo o sorriso.
Em 2010 tive arritmia. Fiquei com medo de morrer. Fui à emergência levada por Martoca que nunca me falta. Parou. Fiz exames e o diagnóstico foi estresse. Cardiologista orientou trabalhar menos e "desanuviar". Em 2011, tentarei seguir esses conselhos.
Em 2010 fui madrinha de um casamento. Embora não gostando de casamentos em geral, aceitei o convite. Foi divertido. Mas basta-me apenas uma vez a experiência. Em 2011... rá!
Em 2010 vi pouco Rilminha, Janaína e Ellen. Muito trabalhadoras essas muchachas. Em 2011, desejo de todo coração vê-las mais e mais vezes. Basta marcar!
Em 2010, Martoca e Mari continuaram sendo minhas mães. Fábio, Debora, Luise e Menso, continuo sabendo que posso contar sempre. O BFF em Recife, é amizade para todas as horas mesmo que distante e João Paulo continua a ser um farrapeiro gigantesco. Em 2011, quero tudo igualzinho, exceto por JP.
Em 2010 a amizade com Milena continua sólida e próxima. Segura como sempre foi. Em 2011, quero a perpetuação dela. Senão, como poderei me maquiar???
Em 2010 passei carnaval no Rio de Janeiro, apaixonei-me pela festa e pela cidade. Em 2011, quero repeteco!
Em 2010, tudo que foi bom, foi muito bom... e das coisas ruins não posso me queixar, tendo a não memorizar. Creio ser um "Alzheimer seletivo" que espero me auxiliar na "desanuviação" recomendada pela cardiologista.
Meu Reveillon? Em Porto de Galinhas para fechar com chave de ouro maciço!
O que mais posso desejar? Acho que um "Alzheimer seletivo" aos que se recordam de negativismos, noites estreladas, dias de sol no verão, chuvas amenas no inverno, risos e choros bem dosados, comer chocolate e não engordar, sem novas arritmias e sermos felizes que é o que nos cabe.
Um ótimo 2011 para todos.

sábado, 18 de dezembro de 2010

"Meu amor, sem você não dá, não dá"

Estavam os dois.
No mesmo lugar, na mesma hora estavam.
Encontraram-se.
Ela nem deu tanta importância.
Ele foi persistente.
Ela pediu para que parasse de insistir.
Ele deu sua palavra.
A música parou de tocar, despediram-se.
Ele pediu o telefone.
Ela deu por delicadeza, não pela insistência.
Ele ligou como prometeu.
Ela atendeu como esperado.
Marcaram, encontraram-se, acharam-se.
Estão os dois.
No mesmo lugar, na mesma hora estão.
Há um ano.



Dezoito de Dezembro é um dia especial.
E, honestamente, espero que por muitos dezoito-dezembros seguidos.
Amo você menino.
:*

"I want to break free"

Todos querem ser jovens...
Bem, quase todos.
O vídeo abaixo é super-recomendado.
Aproveitem
:)

domingo, 28 de novembro de 2010

"À Pilar, que é o meu pilar"


Assisti um filme lindo...
Sobre Saramago e Pilar.
Sobre amor.
Sobre a morte.
Sobre como importar-se com a vida.
Lindo.
Chorei horrores.
Ao fim, pedi um tempo ao menino para me recuperar antes de sair em pleno dilúvio lacrimal.
R-E-C-O-M-E-N-D-A-D-Í-S-S-I-M-O!

domingo, 31 de outubro de 2010

"Ideologia, eu quero uma pra viver"

Votar é mais do que ir e apertar alguns botões.
Mais do que apertar um número qualquer.
Mais do que apertar branco.
Mais do que justificar.
Votar nos dá o direito e o dever de nos responsabilizarmos pelo rumo dos próximos quatro anos, ou muito mais tempo.
Votar reverbera... reverbera... como uma onda, como leis sem coerência, como liberdade de ser e de pensar, como censura para ser e pensar, como causas sociais, como desvio de verba, como melhores salários, como saúde, como doença.
Votar não é "um saco", não é "perder o feriadão", enfrentar filas.
Votar não é só para quem gosta de política.
Incompreensível é não se interessar por política.
PQP!
Rodei mundos e fundos para poder votar.
Fui lá. Tinha pressa em chegar.
Não votei em branco, tão pouco anulei.
Quero escolher um dos dois. Nem que seja para ter o direito de falar mal depois, elogiar se possível.
Ouvi o som após o "CONFIRMA" e sorri. Feliz! Escolhi! Pude fazê-lo.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

"A gente não quer só comida..."

Adoro rir. Dou risada do mundo o tempo todo. Gasterei uma fortuna em botox, isso é certo.
Mas não me faça sentir fome. Com fome não respondo. Não me rendo nem mesmo às piadas mais irônicas.
O caso é que a hora do almoço vem chegando muito depois do que a de costume. Trabalhando pra compensar as férias.
Fui hoje almoçar. Às 14h estava eu tentando achar algo para comer no self-service de costume. Uma fome de roer.
Vou lá, cato, cato, cato. Peso o prato... e eis que me vem a moça que pesa meu pratinho diariamente:
- Oooooooooooooooi
-Oi
-Você tá triste?
-Eu? É comigo mesmo que você está falando?
-É sim. Você sempre tá aqui tão triste.
-Olha, eu só estou com fome.

Agora pronto, me sinto compromissada em dar satisfações até na hora do almoço.
Acho que precisarei de ajuda para chegar feliz no restaurante-dia-a-dia mesmo esfomeada.

domingo, 17 de outubro de 2010

"O que..."

"O que separa a alma do corpo não é a morte, é a vida." (Paul Valéry)

E é isso.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

"Leve leve"

Após voltar de férias...
... a cabeça fica levinha levinha.
Que urrem os tambores! Tô nem aí!

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

"Welcome back"

Voltei...
Simbora pra labuta rapaziada!!!!
Sobre as férias?
I-N-C-R-I-V-E-I-S!

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Férias!!!

"Existem momentos em que é preciso mudar tudo para que tudo continue igual"
Frase do Príncipe de Salina, do romance 'O Leopardo' de Giuseppe di Lampedusa.
Sejamos felizes!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Dá licença

Estou saindo de férias
Conhecer coisas novas
Lugares novos

Pessoas novas
Reservei energia suficiente pra tudo
Vou em um dos vôos abaixo
Conto tudo quando voltar, ou antes, ou talvez não conte...
Mas uma coisa garanto: VAI SER UM ARRASO!
Bjo
Namoradinho está ansioso... mas nem precisa. O menino está seguro aqui dentro do peito.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

" Não tem sabor como esse aqui"

Gosto de Coca-Cola.
Quem quiser que fale que um "líquido preto e borbulhante" não deve fazer bem à saúde. Fale, fale e fale. Não dou a mínima. Faço outras tantas coisas que me fazem bem, claro que posso me render à uma coquinha gelaaaaada.

Se até Papai Noel gosta, por que, me respondam, por que eu ei de não achar bom?

Olha só a cara de felicidade do bom velhinho!!!!
Que pança ei Papai Noel! Vai malhar rapá!

Coca Cola é isso aí!

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Louis Vuitton

Já gastei uma fortuna tentando reestabelecer a saúde do meu gatito.
Segundo uma amiga, gastei quase uma bolsa da Louis Vuitton
Agora me diga, será que uma bolsa dessas seria capaz de fazer isso com uma caixa:

Me embolo de rir com Asterisco( esse é o nome do gato).
E agora ele está saudável! Saudabilíssimo!!!!
Só alegria.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

" E a loucura finge que isso tudo é normal..."

O dia a dia está um arraso. Afora a gripe que me desmoronou por uma semana e deixou de lembrança uma belíssima faringite, tem aparecido cada diálogo que vou te contar. E conto mesmo. Tomem aí:


"- Pois é dona Iraci, estamos aí com 134 Kg. Que bom não é?
- É doutora, já perdi 7 Kg.
- Meus parabéns. Vamos seguir então fazendo bla bla bla bla...
- Doutora, a senhora está mais gordinha num tá não?
- !!!!"
Eis o mal de dar asa a cobra.



" - Então Dra, eu acredito mesmo é em medicina oriental.
- Certo seu Haroldo. Mas eu não entendo absolutamente nada de medicina oriental.
- Hummm
- Sinto decepcioná-lo, mas moramos no Ocidente, sou ocidental e acredito muito na medicina ocidental mesmo. Além da alopatia.
- Mas eu entendo de medicina oriental Dra.
- Que bom. Vamos ver aqui seus exames e... Aaaaaaaaaaaaaaai! Que é isso seu Haroldo?
- Apertei aqui na sua mão o ponto pra saber se sua saúde vai bem. Tá cuidando dos outros mas anda doente né doutora.
- Tô gripada seu Haroldo!!!! E o paciente aqui é o senhor!!!!"

Cada qual com seu cada qual.




Tenho que me lembrar de não deixar mais minha mão dando bobeira quando um paciente se referir à medicina oriental. Quase engessei o braço por conta disso. Dói muuuuuuito.
Preciso fazer dieta. Dona Iraci já me deu o toque.
Vivendo e aprendendo. O que será que vem mais por aí? TENSO.
Beijo amores.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Inception


Vá ver no cinema!!!!
No cinemaaaaaaaaaaaaaa!
E tenho dito.

sábado, 7 de agosto de 2010

"Camarada, acredito em tanta coisa que não vale nada..."

Adultos, não queiram que os adolescentes sejam maduros.
Eles não o serão.
No mais, resta-lhes ainda um pouco de tempo para se reconhecerem adultos e responsáveis.
Deixem para eles uma irresponsabilidade pautada na moralidade e teremos bons homens no futuro.
Me corta o coração quando vejo um adolescente discursando como um senhor velho e rancoroso.
Adoro quando os vejo agindo feito criança.
Me delicio quando presencio a transição repentina: criança-adulto-criança.
Como é gostosa a adolescência.
A dor e a delícia de ser o que é acontecendo bem na nossa frente.
Saudades da minha...
:)

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

" My precious"


Assisti Preciosa. Sei que cheguei atrasada para assistí-lo, mas não desisti.
Em verdade, achei o filme um tanto apelativo. Algo mexicano demais para mim.
Pouco convincente.
Óbvio que me envolvi e emocionei, não sou de ferro. Mas, não achei nada de 'soco no estômago'.
Bonzinho o filme, só.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

" ai ai ai ai tá chegando a hora"

A prefeitura de Salvador, em sua grandissíssima sabedoria, determinou:
-PROIBIDO URINAR EM LOCAIS PÚBLICOS!
Achei legal.
Agora pergunto eu:
- Onde ficam os banheiros públicos da cidade?
Agora, respondo eu mesma:
- Não há!
Que maravilha a organização da política pública de Salvador.
Resta o mar então.
Simbora meu povo!!!!!

O metrô? Esse, nego-me a tecer comentários.
Minha paciência escorrendo pelo ralo...

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

" É só isso, não tem mais jeito"


Final de semana de namorinho-grudadinho!
Que beleza!!!!
Grudei nele e ele em mim
Não tem mais jeito, a-p-a-i-x-o-n-e-i.
;)

domingo, 25 de julho de 2010

"No meu infinito particular"


A idéia é: mantenha o objetivo.
Não desvie a atenção.
Vamos lá, concentração total!!!!

sábado, 24 de julho de 2010

"É dos carecas que elas gostam mais"

Dicas aos carecas:
-Se estiverem ficando carecas, assumam! Por Deus, assumam! Não deixem crescer aqueles fiosinhos em cima da cabeça, tão pouco os peteiem como se assim pudesse disfarçar a calvice. É horroroso! Dá vontade de arrancar fio por fio.
-Mantenham o que lhes sobra de cabelo bem aparado e organizado. Não há coisa pior do que um calvo "descabelado".
-O ouro é: raspem as cabeças por completo. Não há coisa mais sexy do que um "Zidane" por perto.

Se é realmente dos carecas que elas gostam mais? Isso lá faz diferença!!!!
As dicas estão dadas, bom proveito.
;)

terça-feira, 20 de julho de 2010

"O tempo passou na janela e só Carolina não viu"


Encontrei-me com amigas domingo
Em um Café, o que é bom
Para fofocar, o que é melhor
E para decidir detalhes sobre uma viagem muito próxima, o que é ótimo
Papo vai papo vem:

-Mas e Adeodato?
-Quem? Ô amiga, desse não tenho notícias
-Como não? Vocês estavam juntos há 15 dias atrás. Tudo certinho. Apaixonadinhos...
-Pois é, sumiu
-Deve ter morrido( disse uma terceira)
-Não, não creio
-Mas há de se ter uma explicação!
-Tem, claro que tem... É mal educado mesmo!
-Só pode.

Meninos, explico:

1. Não, não somos todas loucamente apaixonadas por qualquer ser masculino que apareça. No bem da verdade, demoramos um pouco para nos apegar... mais do que vocês imaginam.
2. Se tentarmos qualquer contato, não estamos querendo dizer"Já que estamos namorando, estou agendando a Igreja e o padre para o casório". Talvez queiramos dizer: " Ô pivete, sua mãe não te deu educação não?"
3. Quando se parte, se cumprimenta. Faz parte das boas maneiras.

O que queremos, meninos inseguros de si, é o mínimo de respostas para não sermos levianas ou compartilharmos da companhia da leviandade.
Simples.
Tentem esse execício, pode ser muito mais divertido e honesto.

-Mas qual era a idade de Adeodato mesmo amiga?
-Trinta e nove.
-É... um pivete fanfarrão mesmo.
-Mas "nós sempre teremos Paris" como se diria em Casablanca
-"We'll always have Paris". Verdade! Vamos de trem ou de avião?

terça-feira, 13 de julho de 2010

" Coisa boa é namorar..."

Se avexe não
Amanhã pode acontecer tudo inclusive nada
Se avexe não
A lagarta rasteja até o dia em que cria asas
...
Se avexe não
toda caminhada começa no primeiro passo
A natureza não tem pressa segue seu compasso
E inexoravelmente chega lá
Se avexe não
Olhe quem vai subindo a ladeira
Seja princesa ou seja lavadeira
Pra ir mais alto vai ter que suar
...
ôooooooooo cha la la la la la la
ôooooooooooo
coisa boa é namorar

Em tempos de dificuldade, só posso agredecer por ter o menino do meu lado.
Que bom é ele aqui.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

"Should i stay or should i go"

Se pensa que vai embora, se deseja ir embora um dia imediatamente agora, vá.
Se pensa assim, vá.
Mas vá de vez, vá sem pensar se perdeu ou ganhou, vá com fé.
Só não se faça sofrer com pequenas ameaças de partida.
Por favor.

Sem paciência para gente indecisa. Deve ser a maldita TPM ainda no pedaço. Ou não?
ai ai ai

terça-feira, 6 de julho de 2010

"Dramas do sucesso mundo particular"

Acordei num mau humor...
ummmmmm
Lá vem ela: TPM.

-Bom dia.
-Bom dia por queeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee?!!!!!!!!!!!!!!

segunda-feira, 5 de julho de 2010

"Pim pam pum cada bala mata um"


Quero dormiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiir!
E ainda faltam cinco dias para o sábado.
aff
Tem mais um feriadinho aí não? Heim?

terça-feira, 29 de junho de 2010

"Não confie em ninguém com mais de trinta..."

Ontem na TV ouvi a Marymoon falando com Sr Lobão:
"Essa é a geração dos 140 caracteres"
Fica fácil perceber que o raciocínio pode ser agilizado para atuar com deduções.
Ô perigo!

Total de caracteres do texto acima: 190.
:0

terça-feira, 22 de junho de 2010

"Olha pro céu meu amor..."

Êeeeeeeeeeta São João chegando!!!!!!!!

Aos alérgicos: meu lamento

Aos com medo dos fogos: ô dó



Aos piromaníacos: cadeeeeeeeeeeeia


Aos que gostam de quentão, arrasta pé, licor de jenipapo, forró e friozinho: simbora!


Eu? Eu estou indo pra São Paulo conhecer a sogrinha.
Levo comigo: trevo de quatro folhas, terço, dengo pro agrado inicial e... disposição.

Valha meu Santinho!



Beijo a todos e Bom São João!!!!!!

sexta-feira, 18 de junho de 2010

quinta-feira, 17 de junho de 2010

"Vital andava a pé e achava que assim( não) estava mal"

Trabalhar é, como diria meu pai, "lei do cão". Se fosse bom, não nos pagariam para fazê-lo. Na medicina, além de trabalho, é preciso paciência, sagacidade e capacidade de dedução.

-Pois é seu Vital. A coisa não está lá muito boa não.
-E é doutoura?
-É... vamos usar umas medicações aqui para ir melhorando um pouco sua saúde.
-Que nada doutoura! Eu só vou morrer mesmo quando Deus quiser.
-Sou atéia seu Vital.
-Eu também sou doutoura.
-!!!!!
Estaria ele tentando a imortalidade através da descrença?


E viva la vida!

segunda-feira, 14 de junho de 2010

" Pai, você foi a jogada mais certa"

O caso é o seguinte, tenho um pai que jura ser Papai Noel. Jura, jura, jura! Jura com os pés juntinhos e o símbolo dos escoteiros feito com as mãos.
Tem barba branca, veste uma sunga vermelha na praia e no Natal várias crianças fazem pedidos pra ele enquanto caminha pelo shopping ou onde quer que seja. Pra criança não tem isso de tempo e conveniência para se fazer pedido de Natal não. Em fevereiro, solzão na cara, praia a pino, lá está meu pai conversando com alguma criança, anotando os pedidos para o Natal. Anota sério, compenetrado, pegando detalhes do presente que é pra não correr o risco de errar a mão. Cá pra nós, sunga vermelha e barba branca é demais!!! Ele só quer sunga vermelha, camisa vermelha, bermuda vermelha... parece até um tomate. Mas, mas maaaaas é o Papai Noel! Oras.
Até aí tudo bem, porque ele achar e as crianças acreditarem piamente é uma coisa. Muitíssimo diferente de sair estampado no Jornal Diário de Pernambuco a matéria assumindo a dupla cidadania do meu pai.
Jingle bells a parte, em 19 de maio de 2010 saiu a matéria( presentão de aniversário, já que a fanfarra monástica de papito foi dia 25/05/2010). Fica fácil deduzir que ninguém poderia conversar coisa diferente de Brejo da Madre de Deus na festeeeeeeenha né. Ganhou até nome internacional: Brejo God´s Mother, dado pelos convidados da festa já um pouco alterados pelo lúpulo.
Tá aí pra quem quiser ler:

Agora diga: só tem artista nessa família!

E Papai Noel salvou Brejo da Madre de Deus
Agreste // Coordenador do desmonte de uma rocha de 390 toneladas que ameaçava casas ficou famoso no município Juliana Colares
julianacolares.pe@dabr.com.br
As manhãs passavam tranquilas na Rua Maria Tavares de Souza, uma íngreme via ladeada por casas coloridas. Comentava-se aqui e ali a possibilidade de, um dia, a calmaria ficar para trás. Alguns acreditavam. Mas poucos perdiam o sono por causa disso. E tudo continuava como sempre foi.

Com 9,8 metros de comprimento, rocha poderia atingir até 100 residências.Fotos: Cecília de Sá Pereira/DP/D.A Press 23-4-10
Até que um dia o medo, que a tantos parecia exagerado, se transformou em temor real. As noites já não eram as mesmas. As chuvosas, então, nunca foram tão aterrorizantes por aquelas bandas da cidade do Brejo da Madre de Deus, no Agreste pernambucano. A paisagem rochosa que emoldura grande parte do município era, agora, fonte de perigo. Uma rocha de 9,8 metros de comprimento, 8 metros de altura e aproximadamente 390 toneladas ameaçava rolar do alto de uma serra rua abaixo, atingindo entre 50 e 100 residências e pondo em risco até uma escola. Mas, para a felicidade dos brejenses, eis que surgiu Papai Noel e equipe para salvar os moradores de uma possível tragédia.

Longe de ser o personagem das fábulas infantis, José Lins Rolim Filho, engenheiro e coordenador do processo de "desmonte" da rocha, logo recebeu das crianças de Brejo o carinhoso apelido de Bom Velhinho. Culpa dos cabelos e da longa barba branca. Ele não se incomoda. Pelo contrário, ri quando, a cada passo que dá rua acima ou abaixo, encontra crianças que o chamam de Papai Noel. Forasteiro, o professor aposentado da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) adotou a cidade de Brejo da Madre de Deus como sua segunda casa enquanto a rocha era, aos poucos, despedaçada. Não foi tão simples. Mas a equipe conseguiu e, na última sexta-feira, a população pôde olhar para a pedra sem medo. A rocha, que antes tinha formato quase esférico, agora está cheia de quinas, bem presa ao chão. O perigo já não existe mais.


José Rolim Filho: ação justificada pelos riscos.
O trabalho foi meticuloso. Para não colocar as famílias que moram na área em risco, era preciso calcular cada furo. Isso mesmo. A rocha sofreu várias perfurações, cada uma com 1,6 m de profundidade. Dentro delas, foi injetada uma argamassa expansiva, trazida da China para Brejo da Madre de Deus. Misturado com água, o produto expande. Em 48 horas, o material dilatava o equivalente a 30% do volume inicial, provocando trincas. E assim, furo após furo, a porção da rocha que tirava o sono da população foi desmontada.

Susto - Enquanto a rocha ainda pairava imponente sobre a serra, as fileiras de casas da Rua Maria Tavares de Souza pareciam pinos de jogo de boliche a espera do strike. A agricultora Iracema Soares de Freitas olhava para a rocha temerosa de que a casa dela fosse o primeiro pino derrubado. Temia ver esmagado o que construiu com muito suor e calos nas mãos. Mais. Temia pela vida. A sua e as dos quatro filhos que moram com ela, de 11, 14, 22 e 23 anos. Quando foi morar no alto daquela rua, Iracema não havia sequer prestado atenção na rocha. Há cerca de cinco anos, começou a temê-la. "Era mais quando começava a chover. O pessoal dizia que a água a estava cavando por baixo. Quando chovia, eu dormia assustada", contou, sentada no batente de casa, olhando para o inimigo que, partido em pedaços, já não intimida mais.

O período mais crítico, para ela, foi quando toda a rua foi evacuada preventivamente para o desmonte de um bico da parte frontal da rocha. "Todo mundo foi lá para baixo. Eu fiquei com medo que ela caísse sobre a minha casa", disse Iracema. Restou-lhe rezar ao padroeiro da cidade, São José. Até hoje, reza. Desta vez por um motivo diferente. "A oração agora é de agradecimento. A gente tem que agradecer primeiramente a Deus, depois a Papai Noel", disse, adotando o apelido do qual as crianças tanto gostam. Menos de uma semana após o fim dos trabalhos, as noites já são mais tranquilas. Não há mais risco de rolamento. Não há medo. Só a lembrança de uma história que vai ser recontada por mais algum tempo.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Bafana Bafana

Não aguento mais ouvir isso!
Bafana bafana pra lá
Bafana bafana pra cá
Resolvi escrever pra ver se exorciso!
Arrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrriiiiiii

quarta-feira, 9 de junho de 2010

"When i fall in love..."

Vem aí o dia dos namorados.
Aos que estão enamorados: beleza!!!
Aos que não estão em par, honestamente, jamais achei que para encontrar a felicidade fosse necessário estar namorando: beleza também!!!
Seguindo a linha: "Eu me amo, eu me amo, não posso mais viver sem mim".
Só basta se achar para ser feliz.


What happen?
;)

terça-feira, 8 de junho de 2010

Cada vez mais

Quanto mais vejo o mundo, mais entro em descrença quanto à dita evolução humana.
Daí enquanto você que está me lendo pensa que pessoas que qualificam absurdamente qualquer forma de preservação de vida estão bem longe, o cara vai lá e explode uma bomba do seu lado. Do seu ladinho. O detalhe é que é uma pessoa gentil, educada, terceiro grau completo, fala baixo, aparência agradável... se prepare!
Assim deve ter sido a primeira atômica... e assim sucederão diversas.
Sinceramente viu!
aff

Tá rindo de que?

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Shutter Island


M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O!
Que filme massa!

terça-feira, 1 de junho de 2010

"Se eu tivesse um blog..."

O texto é escrito pelo namorado-culpado-de-me-engordar.
Como direito de resposta do mancebo ao qual me refiro no texto anterior, cedi o espaço do blog:

"Mulheres são completamente neuróticas quando a questão é peso. Isso é fato.
Não só apenas com o peso delas... das amigas: "voce viu como a fulana esta mais cheinha"...dos
namorados: " meu bem, voce não acha que precisa perder uns quilinhos?" ... de qualquer outra pessoa: "todo mundo esta engordando nesse país!!!!".
O bicho pega realmente quando se trata do peso delas, principalmente no caso do excesso (real ou imaginário)....e aí meu amigo...são cometidos os maiores desvarios, as maiores sandices.
Meu benzinho ganhou um pouco de peso. Advinhe para quem sobrou. Para o pobre do namorado.
Meu nome foi publicamente arrastado na lama( ou seria na banha ?). Fui acusado injustamente de engorda-la. Senti-me a própria bruxa da fábula "João e Maria".
Vamos aos fatos( contra fatos não há argumentos)....
Ontem meu docinho acordou achando que seu bucho - que palavra feia que usam aqui para barriga, pança ou panceps, que são muito mais simpáticas - havia crescido e foi, toda agoniada, subir na balança. Pronto: dois quilos. Não três, nem cinco: dois quilos!!! A trombeta do arcanjo Gabriel soou. Foi o apocalipse...o fim dos tempos !!!
Achei algo estranho nessa história e resolvi tirar a prova:
Há umas duas ou três semanas, enquanto ela já reclamava que havia ganho um quilo, eu senti que minhas calças estavam um pouquinho mais folgadas. Como ela, fui me pesar...mas sem crise...sem nóia...e...e...um quilo a menos. Espera aí, alguma coisa não bate.
Meu amor disse que, como cozinho bem, ela come demais. Mas nos dias que me dedico às artes culinárias, como tanto quanto ela, geralmente até mais( por uma simples questão de espaço físico).
Qual seria então a origem dessas diferenças?
Sempre fui um grande fã dos famosos contos de Sir Arthur Conan Doyle, então resolvi investigar e utilizar um pouco de dedução lógica.
A primeira pista veio da geladeira...caixa de bombons...restos de não sei quantos ovos de páscoa...o açucar quase escorrendo pela porta. Dia a dia o generoso estoque diminuia. Sobrou até para a faxineira que foi acusada de comer um ovo de páscoa inteiro !!!! Pobre Vilma.
Somado a isso, meu bem foi passar um final de semana na casa dos pais há umas duas
semanas. Quem fez isso e não ganhou pelo menos um quilo não é normal. Come, dorme, dorme, come.
Mas a culpa é da minha lazanha! De beringela. Sem massa. Carne magra. Queijo light.
Não tem nada a ver com dois temakis na noite anterior, meia noite.
A opção aos fatos: OSMOSE !!! Só pode ser. Eu perdi, ela achou, só que achou mais.
Pobre de mim. Para o meu bem, melhor assumir a culpa toda. Certamente, cometi os mesmos exageros e talvez algumas injustiças que ela igualmente cometeu no post do seu blog.
Mas, quando se ama, essas coisas pouco importam.
Tornam-se divertidas.
Osmose, eis a melhor explicação para o ganho de peso dela."


Por Fábio Gorzoni Doro

terça-feira, 25 de maio de 2010

Coisas de mulher

Em conversinha do msn:

-Estou namorando um bandido! Descobri isso segunda-feira. Bandido, miserável, salafrálio! Sabe o que ele fez?
-O que amiga?
-Me engordou 2 quilos! DOIS!!!!!!!! DOOOOOOOOOOOOIS Q-U-I-L-O-S!
-Mas que ultraje!!!!!
-Também achei. Imagine que acordei ontem toda linda e feliz. Disposta, como qualquer pessoa em plena segunda-feira.
-Lenda.
-La la la cantarolante como em um comercial de margarina. Olho no espelho, crente que abafava, e lá estava ele.
-O seu namorado?
-Não! O bucho! Um buchinho enorme que não estava lá há 2 meses. Em verdade, um buchão. Enormão.
-E?
-Me pesei imediatamente! Lá estavam os dois quilos a mais na balança.
-Que tragédia.
-Nem fale!!!! Cinquenta e quatro quilos! Nunca, jamais em toda minha existência loira, ou morena, ou ruiva... nunca, nunquinha da silva pesei tanto! Sinto-me uma completa bolotinha! Algo como a latinha da Skol! E agora que tem Skol falante, meu pai, sou EU! Vou me mandar pra Argentina até perder esses malditos dois quilos. Não foram parar lá as latinhas de Skol falantes?
-Mas como isso foi acontecer?
-O danado do salafrálio cozinha que é uma beleza e eu sou a personificação da gula. Faca e queijo juntos. Resultado: buuuuuuuuuucho!
-Bolotinha amiga.
-Que seja. A malhação não vai dar conta disso. Além do mais, sou religiosa com ela. O problema é mesmo a boca. Tem que fechar.
-Urgente.
-Agora é só saladinha, e toda a rotina alimentar coerente com um regime. Tentar inverter os números para ficar com créditos na casa. 54 viram 45. Anorexia.
-Mas isso é até quando?
-Como assim? Até eu perder os dois quilos extras.
-Pôxa amiga. É que sábado vai ter inauguração de uma doceria e posso levar uma acompanhante. Pensei em você para ir comigo. Tem tempo que não nos vemos e...
-Bem, é uma causa nobre. Docerias não inauguram toda semana... esperemos para começar a dieta na próxima segunda. Vai ter coca light?
-Vai. Esse seu namorado heim.
-Não disse! É mesmo um cachorro! Mas eu amo tanto...

sábado, 22 de maio de 2010

Sussa

Olha aí o segredo do sucesso:


Se você é incapaz de perceber como algumas pessoas se dão bem... tá aí a explicação man!!!!

quinta-feira, 20 de maio de 2010

"Bate macumba rêê, bate macumba oba"

Muita coisa ruim acontecendo simultaneamente. Sem qualquer merecimento da minha parte!
Muita coisa mesmo.
Estou preocupadíssima e bem cansada.
Torcendo para que passem os maus fluidos: rezo diariamente e dou três pulinhos falando "Sai URUCUBACA!!!!!"

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Carpinejar

Descobri um blog que gostei muito.
Dentre as coisas que já gostei na internet, acredito que essa merece uma citação especial e não apenas mais um "oi" aí do lado desse texto, no CABE NO ARMÁRIO.
O blog é do Fabrício Carpinejar e possui belíssimas palavras.
Para todas a horas: Carpinejai !

http://carpinejar.blogspot.com/

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Lady Gagá

Estava toda a família reunida na casa da matrota mor - Vovó Julieta - a fim de comemorar o dia das mães, vós, tias, primas, empregadas... enfim, todo o mulheril que se achava no direito de ser homenageada, mesmo que não fosse realmente enquadrada na definição de mãe( Dicionário Aurélio: Mãe_ 1. Mulher, ou qualquer fêmea, que deu à luz um ou mais filhos. 2. Fonte, origem.).
O ambiente: Ao fundo, tias discutindo a moda outono-inverno de dois trocentos anos atrás; na lateral direita, primalhada feminina discutindo a conversa de fulaninha com cicraninho da novela das sete, ou oito; ao centro, tios e sobrinhos jogando uma emocionaaaaaaante partida de dominó; lateral esquerda, babás cuidando dos aperitivos e coisa e tal; em todos o lugares possíveis, priminhos de 3, 4, 8 e 9 anos correndo de um lado pro outro; e no gol, A Matrona-Mor observando.
Eis que um dos tios sai com essa:
-Mas tem uma coisa estranha aqui né?
-????
-Isso aqui num tá muito silencioso não?
-Sinceramente Tio?! Num tá não! Isso aqui está uma barulheira dos infernos!!!! De modo que silêncio, silêncio meeeeesmo não estou percebendo não, mas recomendo que vc procure um otorrino pra ver se você tem algum grau de sudez.
-Mas minha filha, a gente tá sem música... Pega lá o rádio da sua avó pra gente ouvir um sonzinho!!!
Lá vai: dribla a primeira prima, a segunda, a terceira, as tias gordas, o pai maluquetinho,o primo bêbado, um beijo na vovó, sobe-se as escadas, pega-se o rádio, chinga-se a mãe do juíz, dirige-se ao jardim, sintoniza o rádio eeeee é gooooooooooooooooollllll ..... Ééééééééééé do Brasil!!!!
Inicia-se a seleção inventiva de "músicas-para-dias-das-mães" de um raio de rádio qualquer : Lady Laura( Roberto Carlos)
"Lady Laura, me leve pra casa, Lady Laura, me pegue no colo, Laaaady Laura..."
E entra em cena tooooda a imaginação dos presentes no recinto:
-Sabia que essa tal de Lady Laura era uma prostituta? Iqui, iqui!( tio 1)
-Como assim meu filho?Iqui, iqui...( tio 2)
-É pô! Essa Lady aí era uma puta que esse tal de Reginaldo Rossi comia na juventude... iqui
-Reginaldo Rossi?! Mas quem canta essa música não é Roberto Carlos?( sobrinha)
-Tá louca menina( e faz o gesto de loucura girando o dedo indicador ao redor da orelha quase acertando o olho)... Essa voz aí é do Rei Reiiiiginaldo Rossi, iqui!( tio 2)
- Tem certeza Tio?( sobrinha que não entende nada nem de Reginaldo Rossi, nem de Roberto Carlos)
-Essa Lady era uma putoooooona das antrola( tio 1)
-É o que meu filho?( Avó-Matrona-Mor que ouviu a conversa na parte sensível da palavra putoooooona)
-Não mamãe! Tio 1 tá aqui explicando a problemática dessa música Lady Laura de Reginaldo Carlos...Falando que ela era uma rapariga safada, que dava pra tooooodo mundo, inclusive foi indiciada por aliciar menores na época, teve sífilis, gonorréia, ficava nos portos das cidades, matou, roubou e e e ... iqui iqui( Tio 2 exagerando um pouquinho só)
-Menino que horror!!!! Essa Lady Laura era a MÃE de Roberto Carlos! Ele escreveu essa música para homenagear todas as mães( Matrona-Mor, a única grande sóbria)
-Hãn?!( Tio 1 e 2 ) , Daniel, traz aí mais uma cerveja!!!!
-Bati!( Sobrinho ganha a partida de dominó!)
Mais um dia das mães normal, de uma família normal...
Repete, a rádio, a música( a música mesmo, não é o refrão não):
"Lady Laura, me leve pra casa, lady Laura....."

Afinal, quem aqui precisa entender de música?